A minha tarifa de energia sofreu reajuste?

02 julho de 2020

Os reajustes tarifários do mês de julho.

No mês de maio foi publicado o Decreto 10.350, conhecido pela criação da Conta Covid e do assunto que vamos abordar hoje: os REAJUSTES DAS TARIFAS DE ENERGIA.

Neste decreto foi estabelecido que, dentre outras coisas, todos os reajustes seriam postergados até o dia 30 de junho. Ou seja, todos eles passariam a valer a partir do dia 1 de julho.

Para que você possa saber se a sua tarifa de energia sofreu reajuste nesta data, elaboramos um levantamento de todas as distribuidoras de energia e seu respectivo reajuste médio abaixo.

Você também pode conferir no link o documento da resolução homologatória publicado pela ANEEL. Este documento homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual de 2020, as Tarifas de Energia – TE e as Tarifas de Uso do Sistema de Distribuição – TUSD referentes à distribuidora de energia, além de outras providências.

CPFL Paulista
Reajuste médio de 6,05%
Resolução Homologatória. 

CPFL Santa Cruz
Reajuste médio de 0,2%
Resolução Homologatória. 

Energisa MG
Reajuste médio de 6,41%
Resolução Homologatória. 

Energisa NF
Reajuste médio de 2,39%
Resolução Homologatória. 

Energisa SE
Reajuste médio de 1,20%
Resolução Homologatória.

Energisa MS
Reajuste médio de 6,9%
Resolução Homologatória. 

Energisa MT
Reajuste médio de 2,47%
Resolução Homologatória. 

CEMIG
Reajuste médio de 4,27%
Resolução Homologatória. 

Celpe
Reajuste médio de 5,16%
Resolução Homologatória. 

Copel
Reajuste médio de 0,41%.
Resolução Homologatória. 

Coelba
Reajuste médio de 5%
Resolução Homologatória. 

Enel CE
Reajuste médio de 3,94%
Resolução Homologatória. 

Cosern
Reajuste médio de 3,40%
Resolução Homologatória.

RGE Sul
Reajuste médio de 6,09%
Resolução Homologatória. 

Para consulta:

Acesse aqui o DECRETO Nº 10.350, DE 18 DE MAIO DE 2020.

Como a energia solar fotovoltaica pode proteger contra as tarifas de energia?

Contando com um sistema fotovoltaico em sua residência ou empresa, o consumidor fica protegido contra esses oscilações de tarifa uma vez que estará gerando sua própria eletricidade. Com um projeto bem dimensionado, o sistema fotovoltaico pode contemplar grande parte do consumo do imóvel.

Além disso, a Resolução Normativa 482 da ANEEL prevê que no caso da unidade gerar mais energia do que consumir, ela terá créditos de energia que podem ser aproveitados por 60 meses na conta de luz.

Se interessou pela energia solar fotovoltaica e quer se proteger das tarifas? Conheça as soluções que a Solstício Energia oferece ou entre em contato com nossa equipe para orçamentos e mais informações.

Leia Mais:

fluxograma começando em uma usina, passando por uma torre de transmissão e finalizando em casas e prédios.

Como é composta a sua tarifa de energia?

Foto tirada a nivel dos paineis que mostra uma grande superfície coberta por painéis fotovoltaicos. Ao fundo, dois homens em pé andam próximos aos painéis, o céu é azul claro e há um arco-íris.

Tarifa de Energia: os diferentes grupos tarifários

Foto de duas mãos cobertas com uma luva preta segurando uma célula solar padrão (quadrada, azul escuro com algumas listras prateadas))

Energia Solar e a Conta de Luz

Bandeiras Tarifárias: todo o que você precisa saber