SERÁ QUE O TELHADO AGUENTA?

10 dezembro de 2019

A importância da verificação estrutural de sistemas solares fotovoltaicos.

Houve aumento da demanda e consequentemente crescimento do número de empresas fornecedoras de serviços de instalação de sistemas solares fotovoltaicos. Assim, observou-se também incrementos no número de acidentes envolvendo quedas de telhados devido a sobrecarga. Tal fato motivou o site Canal Solar a criar o “telhadômetro”, ferramenta online que cataloga desabamentos durante ou após a instalação dos módulos e que pode ser acessada neste link.

Como triste exemplo, podemos destacar a queda do telhado da concessionária Domani no município de Várzea Grande, que com um investimento de 4,4 milhões de reais era considerado o maior telhado solar de Mato Grosso e sucumbiu no domingo do dia 13 outubro de 2019, devido a um temporal, o que deixou dezenas de carros danificados, tornando o prejuízo relacionado a perda de estrutura e módulos ainda maiores.

De forma geral, o funcionamento dos sistemas solares são constituídos como se pode verificar na figura abaixo:

Saiba mais sobre o funcionamento do sistema solar fotovoltaico neste link.

A análise estrutural

O primeiro passo para a boa prática e execução da instalação de um sistema solar fotovoltaico vem a ser a consulta dos projetos arquitetônicos e do memorial de cálculo do telhado. Com isto é possível saber qual é a sobrecarga prevista no projeto original. Nisto, os módulos vão se constituir de uma sobrecarga para o telhado.

Um telhado corretamente dimensionado pode ter suas cargas permanentes adotadas de acordo com a norma NBR6120/2000 – Cargas para o cálculo de estruturas de edificações – e como a principal parcela variável é causada pelo vento, esta deve ser calculada de acordo com a norma NBR 6123/1998 – Forças devidas ao vento em edificações. Porém nem sempre as estruturas são dimensionadas antes de serem construídas. O Brasil possui uma cultura corrente da não realização de projetos para estruturas menores, como as residenciais. Elas foram construídas por profissionais com experiencia no ramo, mas sem capacitação técnica o que aumenta chances de riscos de acidentes.

E se o telhado for corretamente dimensionado?

Em telhados corretamente dimensionados, a empresa fornecedora do sistema fotovoltaico deve realizar um laudo com a carga do sobrepeso gerado pelos painéis e elementos de fixação, resultando geralmente entre 13-15 kgf/m². Além disso, em sistemas no qual a inclinação dos módulos difere da inclinação do telhado deve-se acrescentar uma parcela extra devida ao vento. Com tais sobrecargas, permanentes e variáveis, deve-se consultar os memoriais de cálculo para ver se tal carga excedente não é maior que as consideradas, tornando assim o projeto seguro.

No caso de o telhado não possuir projeto, deve-se contratar profissional especializado, como um engenheiro civil. Ele fará uma análise de segurança, culminando na conclusão se tal estrutura pode suportar ou não as placas.

Apesar de tais necessidades poderem tornar o projeto como um todo mais oneroso, deve-se destacar que uma eventual queda pode gerar um prejuízo muito maior não só financeiramente, mas também imensurável com perdas humanas, como o ocorrido na cidade de Frei Inocêncio – MG, no qual apenas com a visita de uma equipe para medições o telhado cedeu, culminando na morte de um senhor de 78 anos.

Este texto foi desenvolvido pelo estagiário da Equipe de Engenharia da Solstício Energia, Lucas Felipe de Almeida. Ele está concluindo a sua graduação em Engenharia Civil na Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP.

Tecnologia: Tudo sobre o rastreador solar

Como foi o Curso Avançado de Usinas Solares

Lista completa de conteúdos sobre a Revisão da REN 482

Petrobras e os painéis flexíveis