Grandes construções solares no mundo - Solstício Energia

Portal Solstício Energia

Grandes construções solares


Com os preços da energia solar fotovoltaica caindo consideravelmente nos últimos anos e com o desenvolvimento de novas tecnologias, novas construções tem mostrado o potencial dessa fonte renovável. Para os próximos anos, veremos muitos projetos grandes entrarem em operação, integrando os painéis solares no telhado e na fachada dos edifícios. Confira o que vem por aí.

1. Sol Invictus – Melbourne, Austrália

Foto de um grande edifício em uma paisagem urbana ao crepusculo. O prédio tem um aspecto meio espelhado, uma vez que é coberto por painéis fotovoltaicos. Foto no post de construções solares, gerada por Peddle Thorp Architects.

Projeto do Sol Invictus – Imagem de Peddle Thorp Architects.

Idealizado pela Peddle Thorp Architects, o Projeto Sol Invictus promete uma fachada coberta de painéis fotovoltaios em seus 60 andares. Além disso, serão instaladas turbinas eólicas no telhado do edifício. Com uma grande capacidade de armazenamento de energia, o projeto busca trazer uma experiência off-grid ao público, além de um design sustentável.

Com 1 173,5 m², o edifício apresentará apartamentos residenciais e diversas comodidades, como piscina e espaços corporativos. Proposto ano passado, a previsão de entrega é para daqui três ou quatro anos.

Foto de uma planta em 2D do edifício citado no post. Imagem no post de construções solares, gerada por Peddle Thorp Architects.

Uma das plantas do Sol Invictus – Imagem de Peddle Thorp Architects

2. Nova Sede da GE – Boston, Estados Unidos

Projeto inicial da nova sede da GE – Imagem: GE

Chamada de “Innovation Point”, a nova sede da GE deve abrigar cerca de 800 funcionários da empresa. A empresa se comprometeu a plantar espécies nativas, incorporar jardins aos telhados e um sistema subterrâneo que atenda à possível elevação do nível do mar nos próximos anos.

No projeto apresentado, um dos itens que mais chamou atenção é o véu colocado em um dos prédios, composto totalmente por “lâminas solares”, como dito pelo arquiteto, que deixarão parte da luz atingir o edifício sem que se perca a possibilidade de gerar energia.

A previsão de entrega é na metade de 2019 e a GE já busca ter um dos prédios mais verdes do Estados Unidos.

3. Apple Park – Cupertino, Estados Unidos

Aberta desde Abril, a nova sede da Apple ainda precisa terminar algumas partes do campus. Ocupando aproximadamente 26 mil m², o Apple Park vai trazer em seu envolto cerca de 7000 árvores, uma área fitness com 9 mil m² e deve ser o local de trabalho de 12 000 profissionais.

A cobertura do edifício foi coberta por paineis fotovoltaicos, resultando em 17 MW de energia limpa para a empresa. Contará também com o apoio de 4 MW biogás e uma usina solar fotovoltaica da região.

A entrega final está prevista para o fim desse ano ou começo de 2018.

 

Em operação!

Um bônus entre essas grandes construções solares é a Escola Internacional de Copenhagen, na Dinamarca. Aberta desde Janeiro de 2017, o prédio conta com uma das maiores fachadas solares do mundo: são 12 000 painéis fotovoltaicos.

Os alunos podem acompanhar a geração de energia em tempo real e a tecnologia entrou no currículo escolar principalmente nas aulas de Matemática e Física.

Foto tirada por Adam Mørk que mostra a Escola Internacional de Copenhagen em sua totalidade, podendo ver de longe o edifício todo. Os paineis fotovoltaicos de diferentes cores chamam atenção nessa que é uma das construções solares mais conhecidas atualmente.

Copenhagen International School – Foto de Adam Mørk

Seus 25 mil m² acomodam cerca de 1 100 alunos e 280 funcionários. Além do valor sustentável do projeto, muita inovação e tecnologia foi implementada pensando nos alunos, desde lousas touchscreen para determinadas atividades à disposição das salas de aula conforme a idade dos alunos. Durante os períodos em que não há aulas, alguns espaços ficam abertos para uso público, como parquinhos, biblioteca e auditórios.

Foto tirada por Adam Mørk que mostra a Escola Internacional de Copenhagen de perfil, podendo ver uma pequena porção na posição de alguém que está no térre, muito próximo ao prédio. Os paineis fotovoltaicos de diferentes cores chamam atenção nessa que é uma das construções solares mais conhecidas atualmente.

Copenhagen International School – Foto de Adam Mørk

 

Leia também:

Imagem com um edifício de estrutura metálica branco com grande parte da sua fachada e cobertura composta por paineis fotovoltaicos. Sobre a imagem, um quadro branco com o frase "Apartamento x Energia Solar: como integrar?" e m roxo.

Apartamentos e Energia Solar: Como integrar?

Ilustração de fundo azul claro com três círculos concêntricos em três tons diferentes de amarelo, em degradê. Dentro do círculo, o texto "O futuro brilhante da energia solar fotovoltaica". Link no post sobre o crescimento do setor fotovoltaico.

Os avanços da energia solar no último ano

Quadrado dividido em dois blocos: a parte superior é um retângulo amarelo com o texto "Como construir uma internet verde?" em azul escuro. Na parte de baixo, uma foto de fibra ótica com tonalidades de azul. Link no post "Energia solar além do telhado"

Como construir uma internet verde?

Imagem com tom azul translúcido que mostra uma estrutura parecida com uma janela de quadro vidros, onde cada quadrado é uma célula solar de tom próximo do marrom/vermelho. Capa do post sobre o futuro dos paineis fotovoltaicos.

Paineis Fotovoltaicos: o que vem por aí?

Comentários

Comentários