Empresa apresenta projeto para produção de energia solar em prédios públicos

27 junho de 2013

Com irradiação intensa, Teresina possui condições técnicas favoráveis para produção de energia solar, que poderia ser utilizada em prédio públicos.

Fonte: Portal do Governo do Estado do Piauí

João Magalhães

Com a aprovação da resolução 482 da Agência Nacional de Energia Elétrica, os projetos que visam à produção de energia elétrica a partir de unidades de microgeração foram regulamentadas, o que assegurou garantias para pequenos processos de produção de energias.

Com irradiação solar de 2093 kWh/m²/Ano, Teresina possui condições técnicas favoráveis para produção de energia elétrica a partir do sol. Além de condições técnicas, o governo contribui para a chegada de empresas interessadas em investir no estado. Essa atitude já vem trazendo resultados positivos.

Primeiras iniciativas

Representantes da Solstício Energia, empresa fundada a partir de experiências realizadas na Unicamp, apresentaram ao secretário de Mineração, Petróleo e Energias Renováveis, Edson Ferreira, um plano para instalação de placas fotovoltaicas para produção de energia solar em prédios públicos do Piauí. A medida vai ajudar no fornecimento de energia em escolas, hospitais e outros prédios. O diretor técnico da empresa, Bruno Wilmer Fontes Lima, ressaltou a importância dessas ações que contribuem com o desenvolvimento energético do estado. O interesse da Solstício Energia em investir no Piauí se dá pelas condições favoráveis que o estado apresenta. Edson Ferreira acrescentou que após a finalização do projeto, ele será encaminhado ao governador Wilson Martins para serem discutidas como serão executadas as etapas de instalação. O secretário ressaltou o interesse do governo em realizar parcerias com universidades para desenvolver projetos que influenciem na melhoria da qualidade dos serviços.